sábado, 27 de março de 2010

LOBO GUARÁ by Carlos Henry - Brasil



4 comentários:

Rogério de Souza disse...

Oi, Lancelot! Acabei de citar seu blog na minha coluna no meu blog. Acho que vc faz um trabalho muito importante e bacana.
Quando puder dá uma conferida.
abs.

http://osdebiloids.blogspot.com/2010/03/problemas-da-criacao-06.html

Lancelot disse...

Caro Rogério,

que abordagem maravilhosa que voce fez sobre HQ, quadrinhos e ou comics... Realmente, esta é uma manifestação cultural, que recebe influências na criação, quer seja de outros arquétipos (comics americanos, por exemplo) mas, nem por isso desmerecedora de crédito e ou valor... Achou que não existe espaço para ufanismos mas realidades sem fronteiras, maduras para ambientar roteiros e personagens sem que seja nescessário apor "ordem e progresso" como sêlo de brasilidade... Realmente não cabe mais ações detratoras dos personagens que bebemos na nossa fonte de juventute vindo dos comics e nem cabe, também, o execesso parcial de que nossas criações do quadrinhos nacional... Temos particularidades criativas, temos espaço para todas as criações e temos leitores de todas as faixas... Crumb "detenou" o mundo com seu estilo "melado" e é, hoje, uma fonte de estudo social... Somos o primeiro país do mundo, quando os quadrinhos, eram caçados (lá no país dos comics), a promover uma exposição internacional para mostrar o valor da Arte Sequencial. Então, somos, por natureza e tradição apaixonados por quadrinhos. Com o meu blog - HQ Quadrinhos - já recebí vários depoimentos de americanos "boquiabertos" com nossa arte - Yes, nos temos bananas! Gostei de sua abordagem, madura, crítica, imparcial e positiva para uma reflexão por quem produz, ler e faz quadrinhos.
Grato, pela sua citação, sobre meu trabalho.
Lancelott.

Fábio S. disse...

Vim aqui apenas para ressaltar como este quadrinho foi um marco para mim, a muitos anos atras quando estava fazendo um curso de aperfeiçoamento para desenho em quadrinhos. Apesar de não trabalhar nesta área hoje (vou veterinário), guardo como recordação um exemplar deste herói nacional até hoje. Ótimos desenhos e historia envolvente. Um grande abraço.

Anônimo disse...

que monte de merda